Exames Demissionais - Belem Saúde
Tag

Exames Demissionais - Belem Saúde

diagnóstico prevenção câncer de colo do útero

Março lilás: prevenção do câncer de colo do útero

By | blog | No Comments

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), depois do câncer de mama e do câncer colorretal, o câncer de colo do útero é um dos que mais afetam a população feminina, podendo até mesmo deixar a mulher estérea. Além disso, é o quarto tumor que mais mata mulheres no Brasil. No ano de 2018, por exemplo, foram registrados 16 mil casos.
Sendo assim, o Março Lilás foi criado com o objetivo de conscientizar o público sobre a doença. Quer saber mais? Continue lendo o texto a seguir:

Diagnóstico

Existem dois tipos de câncer de útero: carcinomas e adenocarcinomas. O primeiro geralmente acontece a partir do vírus HPV, enquanto o segundo é um tipo mais incomum, mas também apresenta o risco de se desenvolver. Também há situações onde as células cancerígenas podem estar juntas.
Há 20 anos, grande parte das pessoas com câncer de colo do útero descobria a doença quando já estava em um estágio avançado. Ao longo do tempo, o avanço tecnológico trouxe muitos benefícios para a medicina e hoje, 44% identificam o câncer logo no início.
Câncer de útero na gravidez
É raro, mas o câncer de colo do útero também pode surgir durante a gravidez. Dependendo do grau de gravidade, a gestação deve ser interrompida para dar início ao tratamento adequado. Contudo, se o médico responsável e a mãe optem por dar à luz, o parto precisará ser feito por meio da cesariana.
Causas do câncer de colo do útero
Como dito anteriormente, a principal causa é o HPV, mas há uma série de fatores que podem levar ao câncer de colo do útero. Entre elas:

• Relação sexual com múltiplos parceiros;
• Iniciar a vida sexual precocemente;
• Ter um parceiro que se relaciona com outras pessoas;
• Baixa imunidade;
• Fumar;
• Não cuidar da higiene íntima.

Sintomas

Vale ressaltar que os sintomas são muito parecidos com doenças comuns, o que dificulta o diagnóstico. Por isso, é importante estar sempre com os exames médicos em dia. Alguns sinais:

• Dor e sangramento fora do período menstrual;
• Problemas na bexiga;
• Corrimento;
• Verrugas na área genital;
• Dores nas pernas;
• Dores nas costas;
• Perda de peso repentina.

Tratamento

No estágio inicial são recomendados tratamentos como histerectomia radical (onde acontece a retirada dos linfonodos pélvicos), traquelectomia, biópsia em cone, radioterapia e braquiterapia. No segundo estágio, quando o tumor tem até quatro centímetros, é feita a retirada dos gânglios linfáticos pélvicos. Agora se a medida for maior, o indicado é realizar uma braquiterapia e radioterapia externa junto à quimioterapia com cisplatina. Se for detectado um estado mais grave, o útero deve ser retirado.
Já no terceiro, se o câncer tiver se espelhado, o tratamento deve ser feito de modo que os sintomas sejam amenizados e o paciente tenha acesso a melhores condições de vida. Neste estado são indicados radioterapia, quimioterapia e medicamentos como gemcitabina, paclitaxel e topotecano.

Março Lilás

2019 é o segundo ano consecutivo em que acontece a Campanha Março Lilás, onde são realizadas palestras, vacinações, testes e exames. Se prevenir é sempre a melhor opção, portanto, sua participação é muito importante. Preserve a vida e viva com sabedoria.
Aproveite e leia também: Fevereiro laranja: o mês de combate à leucemia

contribuir com o fevereiro laranja

Fevereiro laranja: o mês de combate à leucemia

By | blog | No Comments

Em nosso artigo anterior falamos a respeito do Fevereiro Roxo e seus objetivos. Mas você sabia que a cor laranja também é destaque ao trazer a campanha de combate à leucemia? Para saber mais sobre essa conscientização continue lendo o texto a seguir:

Aspectos da leucemia

A leucemia é um tipo de câncer maligno que tem origem na medula óssea (onde as células de sangue são formadas). Logo, os glóbulos brancos (também chamados de leucócitos) são afetados e descontroladamente passam a se reproduzir, dando início aos primeiros sinais da doença.

Os sintomas se manifestam de formas variadas. A produção de glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas prejudicadas podem refletir em uma série de malefícios. Entre os mais comuns estão:

  • Anemia;
  • Dor nas articulações e ossos;
  • Sono em excesso;
  • Palidez;
  • Fadiga;
  • Sangramentos no nariz e na gengiva;
  • Pontos vermelhos ou manchas roxas na pele
  • Perda de peso sem explicação;
  • Febre e suor durante a noite;
  • Desconforto abdominal;
  • Inchaços

Ao desconfiar que possa estar com leucemia, a pessoa deve passar por uma avaliação médica onde será realizada a coleta de medula óssea para exames específicos. Caso o resultado seja positivo, o profissional irá indicar o tratamento adequado que inclui quimioterapia, medicação para controlar as infecções, amenizar as hemorragias e em algumas situações o transplante de medula óssea. Vale destacar que o processo precisa ser começado imediatamente após a descoberta.

Sendo assim, a campanha Fevereiro Laranja tem como objetivo não só alertar sobre a prevenção da leucemia, mas também abordar a importância da doação de medula óssea, já que o tratamento pode incluir o transplante.

Tipos de leucemia

  • Leucemia linfoide crônica: prejudica as células linfoides e se desenvolve lentamente. Raramente afeta crianças. A maioria das vítimas possui mais de 55 anos;
  • Leucemia mieloide crônica: Se desenvolve vagorosamente em seu estágio inicial, afetando principalmente os adultos;
  • Leucemia linfoide aguda: afeta as linfoides, mas diferente da crônica, agrava-se rapidamente. Comum em adultos e crianças pequenas;
  • Leucemia mieloide aguda: Tanto adultos quanto crianças são afetadas. Desenrola-se com agilidade.

Como ser um doador e qual o procedimento do transplante?

Infelizmente, são poucos os necessitados que conseguem encontrar um doador compatível. Contudo, dados mostram que no Brasil, por exemplo, há mais de 3 milhões de pessoas cadastradas no Redome (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea).

Para ser um doador é preciso se encaixar em alguns requisitos a começar pela idade. Para realizar o cadastro o indivíduo deve ter entre 18 e 55 anos (podendo ser chamado até os 60), além de não poder ter nenhuma doença infecciosa ou específica do sangue.

A pessoa que deseja ser um doador deve comparecer ao hemocentro de sua cidade e fazer o cadastro com dados pessoais e a coleta de sangue para os testes genéticos. É importante lembrar que para ser encontrado, esse cadastro tem que se manter atualizado, pois o voluntário pode ser chamado em 5, 10 ou 15 anos.

Uma vez que a saúde do doador é comprovada, ele é internado e pode passar por dois procedimentos: por pulsão ou aférese. O primeiro a retirada é feita através do osso da bacia com uma agulha. Enquanto o segundo acontece por meio de medicação, onde as células sadias se proliferam e a doação é realizada normalmente como uma doação de sangue.

A doação de medula óssea é um gesto de amor à todas as vidas que estão esperando pela oportunidade de um transplante. Seja um salvador de vidas, seja um doador.

nova mudança nos exames demissionais

Nova mudança no exame demissional: tudo que você precisa saber

By | blog | No Comments

O exame demissional é um dos mais importantes e realizados dentro da medicina do trabalho. Dessa forma, é importante que tanto os contratantes, quanto os colaboradores, fiquem por dentro das últimas atualizações sobre o assunto, não é mesmo?

A nova mudança ainda não foi tão divulgada nos veículos de comunicação e por essa razão, ainda existe uma série de pessoas que não estão sabendo do ocorrido. Sendo assim, a Belém Saúde fez questão de vir até aqui trazer essas informações para você.

Continue lendo esse artigo e aproveite para saber mais sobre como funciona o exame demissional.

Afinal, qual o propósito do exame demissional e qual o valor?

Segundo o artigo 168 da CLT, a lei determina que seja responsabilidade da empresa que deseja demitir o funcionário solicitar o exame demissional e arcar com os custos. Seu objetivo é avaliar se a pessoa em específico não adquiriu nenhum problema devido às condições de trabalho. É importante destacar também que mesmo que o funcionário peça demissão, os gastos com o exame ainda é responsabilidade do empregador.

O exame demissional é obrigatório para qualquer pessoa que atue em regime CLT, porém, em situações onde a demissão é por justa causa, ele se torna opcional. Realizado pelo profissional especialista na medicina do trabalho, o médico emitirá o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) detalhado com os dados do paciente, seu estado de saúde e o cargo que ocupa na empresa.

Desse modo, os resultados determinarão se ela está apta para ser desligada do local. Além disso, vale ressaltar que o exame demissional beneficia não só o demitido, mas também a empresa, que ao ter uma cópia do ASO, terá como se defender em complicações futuras, como, por exemplo, processos trabalhistas.

Nova mudança no exame demissional

Antes o exame devia ser feito até a data da homologação da rescisão contratual, desde que a última avaliação ocupacional tenha sido há mais de 135 dias, para empresas que o grau de risco é considerado de 1 a 2, 90 dias e de nível de risco 3 a 4. De acordo com a Portaria MTB N° 1.031 de 06/12/2018, agora o exame demissional pode ser realizado até 10 dias do término do contrato, podendo haver penalidades para quem não cumprir com a lei.

Quais são as penalidades para empresa que não se adequar a lei?

As empresas que não respeitam a lei do exame demissional são multadas e podem ter sérios problemas com ex-funcionários na justiça. Caso essa pessoa tenha adquirido uma doença dentro do ambiente de trabalho que diminuiu sua capacidade de trabalhar parcial ou totalmente, ela deve ser indenizada.

Agora que você já está por dentro da nova mudança do exame demissional, compartilhe essa utilidade pública com os amigos. Aproveite e veja por que a medicina do trabalho é essencial para proteger seu patrimônio Medicina do trabalho: por que ela é fundamental para sua empresa?

 

 

 

 

 

 

Exames Demissionais

By | Serviços | No Comments

Se procura por uma empresa que trabalhe com Exames Demissionais, conte com a Belém Saúde. Teremos o maior prazer em lhe atender e oferecer o que existe de melhor no mercado. Contamos com uma excelente infraestrutura e com os melhores profissionais do segmento. Venha conhecer mais da Belém Saúde e veja porque aqui você encontrará o que existe de melhor em Exames Demissionais.

Exames Demissionais

Uma coisa que visamos em nossos Exames Demissionais é surpreender nossos clientes e superar suas expectativas. Para isso, buscamos sempre nos mantermos atualizados e por dentro das novidades do mercado que possam agregar em nossa empresa, para que continuemos a oferecer o que há de melhor no ramo de Exames Demissionais.

Estamos há mais de 20 anos no mercado, buscando oferecer um excelente serviço no ramo de Exames Demissionais Esse exame classifica o funcionário como apto ou não para o processo de demissão e visa garantir a segurança da empresa e do trabalhador ao romper o contrato de trabalho — garantindo que nenhuma doença ou problema de saúde tenha sido adquirida por ele durante o tempo de colaboração para a empresa. Um serviço baseado em dedicação e esforço faz com que sejamos referência no ramo de Exames Demissionais.

A

lém de Exames Demissionais, aqui você encontra:

  • Treinamento CIPA;
  • Laudo AVCB;
  • Treinamento PPRA;
  • E muito mais.

O melhor e mais completo serviço no ramo de Exames Demissionais é o da Belém Saúde. Além de contarmos com uma excelente equipe de profissionais, temos a melhor e mais capacitada equipe de profissionais do segmento. Todos são altamente capacitados e realizam os Exames Demissionais com eficiência. É um prazer imenso poder contar com pessoas tão capacitadas e que fazem da Belém Saúde, o lugar perfeito para Exames Demissionais.

Portanto, conte com a Belém Saúde na hora de realizar Exames Demissionais. Com certeza você ficará totalmente surpreso com a qualidade de nossos serviços e atendimento. Realize um orçamento com a gente, esperamos com anseio pelo seu contato.

 

Contato