dicas de segurança no trabalho administrativo - Belem Saúde
Tag

dicas de segurança no trabalho administrativo - Belem Saúde

Dicas de segurança no trabalho

By | blog | No Comments

Dicas de segurança no trabalho

Fique por dentro das melhores dicas de segurança no trabalho e conheça suas vantagens

Cuidar da segurança no trabalho é imprescindível para quaisquer empregadores. Isso se deve há vários motivos, dentre os quais se destacam: acidentes de trabalho, processos judiciais, absenteísmo e adequação ao Ministério do Trabalho e Emprego.

A segurança no ambiente de trabalho é uma medida que engloba diversos segmentos de uma empresa, desde a parte jurídica como a parte prática, responsável por cuidar do dia a dia dos colaboradores.

Por isso, todo o cuidado é pouco, já que estamos falando de algo que dita o rumo das empresas, influenciando direta e indiretamente no sucesso profissional.

Deve-se ressaltar que empresas que investem em segurança do trabalho, claro, são as que têm mais chances de serem bem-sucedidas, já que esse tipo de investimento auxilia no crescimento profissional.

Tendo tudo isso em mente, listamos algumas dicas de segurança no trabalho importantes para as empresas.

1) Siga as Normas Regulamentadoras

O primeiro passo para os empregadores que buscam investir em segurança no trabalho é adequar-se às Normas Regulamentadoras (NR).

Dicas de segurança no trabalhoAs NR’s, para quem não está familiarizado com o termo, são conjuntos de normas padronizadas, que visam cuidar do bem-estar e da saúde dos colaboradores no ambiente de trabalho.

O principal motivo para as empresas seguirem as Normas Regulamentadoras deve-se à sua obrigatoriedade. Em caso de descumprimento, multas previstas na legislação podem ser aplicadas aos empregadores.

Atualmente, existem 36 Normas Regulamentadoras, cada uma delas com objetivos específicos, válidas para diferentes áreas.

As 36 Normas Regulamentadoras

Conheça as 36 Normas Regulamentadoras, exigidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

  • NR 01- Disposições Gerais
  • NR 02- Inspeção Prévia
  • NR 03- Embargo ou Interdição
  • NR 04- Serviços Especializados em Eng. de Segurança e em Medicina do Trabalho
  • NR 05- Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
  • NR 06- Equipamentos de Proteção Individual – EPI
  • NR 07- Programas de Controle Médico de Saúde Ocupacional
  • NR 08 – Edificações
  • NR 09- Programas de Prevenção de Riscos Ambientais
  • NR 10- Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade
  • NR 11- Transporte, Movimentação, Armazenagem e Manuseio de Materiais
  • NR 12- Máquinas e Equipamentos
  • NR 13- Caldeiras e Vasos de Pressão
  • NR 14- Fornos
  • NR 15 – Atividades e Operações Insalubres
  • NR 16- Atividades e Operações Perigosas
  • NR 17- Ergonomia
  • NR 18- Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção
  • NR 19- Explosivos
  • NR 20- Líquidos Combustíveis e Inflamáveis
  • NR 21- Trabalho a Céu Aberto
  • NR 22- Segurança e Saúde Ocupacional na Mineração
  • NR 23- Proteção Contra Incêndios
  • NR 24 – Condições Sanitárias e de Conforto nos Locais de Trabalho
  • NR 25- Resíduos Industriais
  • NR 26 – Sinalização de Segurança
  • NR 27- Registro Profissional do Técnico de Segurança do Trabalho no MTB (Revogada pela Portaria GM n.º 262/2008)
  • NR 28- Fiscalização e Penalidades
  • NR 29- Segurança e Saúde no Trabalho Portuário
  • NR 30- Segurança e Saúde no Trabalho Aquaviário
  • NR 31- Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura
  • NR 32- Segurança e Saúde no Trabalho em Estabelecimentos de Saúde
  • NR 33 – Segurança e Saúde no Trabalho em Espaços Confinados
  • NR 34 – Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção e Reparação Naval
  • NR 35 – Trabalho em Altura
  • NR 36 – Segurança e Saúde no Trabalho em Empresas de Abate e Processamento de Carnes e Derivados

2) Busque auxílio de um engenheiro e médico do trabalho

O maior aliado das empresas é, sem dúvida, o engenheiro e médico do trabalho. Ele é o profissional responsável por elaborar medidas corretivas e preventivas, a fim de criar um ambiente de trabalho mais seguro.

Além disso, o médico e o engenheiro do trabalho auxiliarão na adequação às Normas Regulamentadoras.

Afinal, existem 36 NR’s, e saber exatamente qual se adequar pode ser um desafio e tanto.

Por isso, cabe às empresas buscar um profissional que tenha pleno conhecimento em engenharia e medicina do trabalho, oferecendo o suporte necessário para adequação às Normas Regulamentadoras.

Dicas de segurança no trabalho

Bônus: benefícios ao investir em segurança no trabalho

Existem muitos benefícios ao investir em segurança no trabalho, como a diminuição nos acidentes de trabalho, nos afastamentos e nos processos judiciais.

Uma empresa que investe em segurança no trabalho, isto é, que esteja de acordo com as Normas Regulamentadoras e tenha o suporte de um médico e engenheiro do trabalho, evita muitas dores de cabeça.

Os acidentes de trabalho são causados, em sua maioria, por omissão dos empregadores, uma vez que não há adequação às NR’s, não há programas de conscientização e não há investimento em qualidade de vida no trabalho.

Esses acidentes causam muitos problemas, como ausências inoportunas, que podem causar queda na produção e atrasos no cronograma estabelecido.

Os afastamentos podem ser causados tanto pelos acidentes de trabalho, como por afastamentos médicos, devido a doenças ocupacionais (doenças oriundas do ambiente de trabalho).

Assim como os acidentes, o afastamento médico pode comprometer a rotina de trabalho. Por isso, requer a mesma atenção.

Já os processos judiciais estão ligados diretamente aos acidentes e afastamentos no trabalho.

Um colaborador que sofre um acidente no trabalho, ou que adquire uma doença no trabalho, está amparado pela lei para entrar com um processo contra a empresa, uma vez que ela não esteja de acordo com as normas regidas pelo Ministério do Trabalho.

Ou seja, um empregador que não tenha o suporte de um médico e engenheiro do trabalho dificilmente se adequará às NR’s.  Isso, consequentemente, pode gerar afastamentos e acidentes, que podem culminar em processos na esfera judicial.

Portanto, percebe como o não investimento em segurança no trabalho pode criar uma bola de neve repleta de problemas?

Justamente por isso, a dica é: invista em segurança no trabalho.

Leia também nosso artigo sobre cursos e treinamentos de segurança do trabalho.

Dicas de segurança no trabalho