benefícios medicina do trabalho - Belem Saúde
Tag

benefícios medicina do trabalho - Belem Saúde

movimento abril verde

Conheça o Movimento Abril Verde

By | blog | No Comments

Em nosso artigo anterior falamos sobre o Abril Azul, enfatizando a importância de entender e debater assuntos como o autismo.  Hoje, é dia de falar sobre o Movimento Abril Verde. Quer saber mais? Veja o que a Belém Saúde preparou para você.

Por que Abril Verde?

A cor verde é popular em meio aos cursos da área de saúde. Por essa razão, ela foi escolhida para representar o mês de abril e simbolizar a segurança do trabalho. Você deve estar se perguntando: “mas por que abril?”. Bom, no mês de abril é celebrado o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho, especificamente no dia 28/03 (data em que 78 trabalhadores foram vítimas de uma explosão na mina da cidade de Farmington, estado de Virgínia, nos Estados Unidos).

Qual o propósito do Abril Verde?

O objetivo é dar visibilidade ao tema, mostrando o quanto investir em procedimentos de saúde e segurança no trabalho podem ser eficazes na redução do número de acidentes. Dessa forma, incentivar cada vez mais empresas a adotarem métodos seguros e assim, evitar que o pior aconteça com o funcionário.

O que é feito durante o Abril Verde?

O Movimento Abril Verde surgiu por meio de uma iniciativa do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná. Ele conta com palestras, encontros, seminários, mobilizações sociais, debates, sinalizações com o símbolo do laço verde, entre outros aspectos esverdeados que façam referência à saúde e segurança do trabalhador.

Importância da segurança do trabalho

A segurança no trabalho dentro das empresas é essencial não só para o colaborador, como também para o sucesso de seu negócio. Vale ressaltar que um funcionário saudável, é um funcionário produtivo, que certamente atuará com mais eficiência no cargo que exerce. Além disso, o contratante estará se prevenindo de faltas inesperadas ou até mesmo afastamento por acidentes ocorridos dentro do ambiente de trabalho. Inclusive, é importante lembrar que estes, junto ao estresse, estão entre os motivos mais comuns de afastamento.

Saúde é tudo e deve vir sempre em primeiro lugar, principalmente no local onde o trabalhador passa sua maior parte do tempo. Agora que você já sabe mais sobre o Abril Verde, que tal compartilhar em suas redes sociais? A troca de informação é primordial para contribuir para o envolvimento da sociedade em questões que merecem atenção.

 

 

 

 

contribuir com o fevereiro laranja

Fevereiro laranja: o mês de combate à leucemia

By | blog | No Comments

Em nosso artigo anterior falamos a respeito do Fevereiro Roxo e seus objetivos. Mas você sabia que a cor laranja também é destaque ao trazer a campanha de combate à leucemia? Para saber mais sobre essa conscientização continue lendo o texto a seguir:

Aspectos da leucemia

A leucemia é um tipo de câncer maligno que tem origem na medula óssea (onde as células de sangue são formadas). Logo, os glóbulos brancos (também chamados de leucócitos) são afetados e descontroladamente passam a se reproduzir, dando início aos primeiros sinais da doença.

Os sintomas se manifestam de formas variadas. A produção de glóbulos brancos, glóbulos vermelhos e plaquetas prejudicadas podem refletir em uma série de malefícios. Entre os mais comuns estão:

  • Anemia;
  • Dor nas articulações e ossos;
  • Sono em excesso;
  • Palidez;
  • Fadiga;
  • Sangramentos no nariz e na gengiva;
  • Pontos vermelhos ou manchas roxas na pele
  • Perda de peso sem explicação;
  • Febre e suor durante a noite;
  • Desconforto abdominal;
  • Inchaços

Ao desconfiar que possa estar com leucemia, a pessoa deve passar por uma avaliação médica onde será realizada a coleta de medula óssea para exames específicos. Caso o resultado seja positivo, o profissional irá indicar o tratamento adequado que inclui quimioterapia, medicação para controlar as infecções, amenizar as hemorragias e em algumas situações o transplante de medula óssea. Vale destacar que o processo precisa ser começado imediatamente após a descoberta.

Sendo assim, a campanha Fevereiro Laranja tem como objetivo não só alertar sobre a prevenção da leucemia, mas também abordar a importância da doação de medula óssea, já que o tratamento pode incluir o transplante.

Tipos de leucemia

  • Leucemia linfoide crônica: prejudica as células linfoides e se desenvolve lentamente. Raramente afeta crianças. A maioria das vítimas possui mais de 55 anos;
  • Leucemia mieloide crônica: Se desenvolve vagorosamente em seu estágio inicial, afetando principalmente os adultos;
  • Leucemia linfoide aguda: afeta as linfoides, mas diferente da crônica, agrava-se rapidamente. Comum em adultos e crianças pequenas;
  • Leucemia mieloide aguda: Tanto adultos quanto crianças são afetadas. Desenrola-se com agilidade.

Como ser um doador e qual o procedimento do transplante?

Infelizmente, são poucos os necessitados que conseguem encontrar um doador compatível. Contudo, dados mostram que no Brasil, por exemplo, há mais de 3 milhões de pessoas cadastradas no Redome (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea).

Para ser um doador é preciso se encaixar em alguns requisitos a começar pela idade. Para realizar o cadastro o indivíduo deve ter entre 18 e 55 anos (podendo ser chamado até os 60), além de não poder ter nenhuma doença infecciosa ou específica do sangue.

A pessoa que deseja ser um doador deve comparecer ao hemocentro de sua cidade e fazer o cadastro com dados pessoais e a coleta de sangue para os testes genéticos. É importante lembrar que para ser encontrado, esse cadastro tem que se manter atualizado, pois o voluntário pode ser chamado em 5, 10 ou 15 anos.

Uma vez que a saúde do doador é comprovada, ele é internado e pode passar por dois procedimentos: por pulsão ou aférese. O primeiro a retirada é feita através do osso da bacia com uma agulha. Enquanto o segundo acontece por meio de medicação, onde as células sadias se proliferam e a doação é realizada normalmente como uma doação de sangue.

A doação de medula óssea é um gesto de amor à todas as vidas que estão esperando pela oportunidade de um transplante. Seja um salvador de vidas, seja um doador.

conheça o fevereiro roxo

Fevereiro roxo: entenda sobre essa conscientização

By | blog | No Comments

No artigo anterior falamos a respeito do Janeiro Branco, onde muitas pessoas ficaram surpresas ao saber que além do Outubro Rosa e o Novembro Azul, várias outras representações surgiram para conscientização de doenças. Contudo, a grande maioria ainda não é tão falada pela mídia. Bom, esse é o momento de apresentá-lo ao Fevereiro Roxo. Quer saber mais a respeito dessa importante campanha? Então vamos lá.

O que o fevereiro roxo representa?

Criado em 2014, na cidade de Uberlândia (Minas Gerais), o Fevereiro Roxo é o mês de falar a respeito do Lúpus, da Fibromialgia e do Alzheimer. Trata-se de doenças que embora apresentem condições diferentes entre si, são graves, incuráveis e poderiam ser tratadas com mais facilidade se descobertas em um estágio inicial.

Se identificadas no início, as chances de controlar ou retardar os sintomas de maneira eficaz, certamente são maiores. Vale ressaltar que ambas as doenças possuem sinais inicias relativamente inofensivos. Portanto, o Fevereiro Roxo tem o intuito de incentivar o diagnóstico precoce a partir do lema: “se não houver cura, que ao menos haja conforto”.

Em que consiste o Lúpus?

Talvez você já tenha ouvido falar sobre o Lúpus, que foi um assunto recorrente nos meios de comunicação quando duas artistas internacionais (Lady Gaga e Selena Gomez) revelaram sofrer com a doença. Inclusive, a primeira mostrou alguns aspectos do Lúpus em seu documentário “Five Foot Two”.

O Lúpus é autoimune, porém, pouco se sabe sua origem, mas ela pode causar dores extremamente fortes à vítima. O que faz com que o tratamento adequado para esse tipo de doença seja indispensável para amenizar o sofrimento e aumentar a qualidade de vida.

Já o Lúpus Discóide é um pouco menos devastador, visto que afeta somente a pele. Essa versão causa vermelhidões em locais como a nuca, o rosto e o couro cabeludo.

O que é Fibromialgia?

A Fibromialgia é uma síndrome geralmente originada de fatores genéticos. Seus portadores são em maioria mulheres entre 30 e 60 anos de idade, mas não anula a chance desse inconveniente surgir durante a infância ou adolescência. Além disso, entre seus principais sintomas estão: dores no corpo, formigamento nos pés e nas mãos, fadiga, problemas com o sono e dificuldades cognitivas como perda de memória, por exemplo.

Infelizmente, a fibromialgia é caracterizada por causar cores constantes e que duram cerca de três meses a cada vez que resolve se manifestar. Por fim, é importante destacar que em casos extremos, a fibromialgia pode levar a quadros de depressão.

Quais os principais sintomas do Alzheimer?

Quem tem um familiar idoso deve ficar atento aos sintomas do Alzheimer, pois como todos sabem, ele está ligado à idade avançada e pode aparecer a qualquer momento, gerando problemas na fala e na memória. A pessoa com Alzheimer consegue se lembrar de fatos que aconteceram há muitos anos, mas esquece de coisas que acabaram de acontecer, misturando fatos do passado com o presente.

É muito triste, pois podem perder a consciência de quem é seus filhos, netos, entre outras pessoas próximas. Dessa forma, a capacidade de convívio social e aprendizado ficam seriamente afetados. Podemos associar o paciente como um bebê, que depende de ajuda para realizar as tarefas do dia-a-dia.

Mesmo que o Alzheimer não tenha cura, se identificado logo no início, algumas medidas podem ser tomadas para retardar efeitos mais graves. Por exemplo: tratamentos terapêuticos e medicamentos controlados.

Gostou de saber sobre o Fevereiro Roxo? Fique ligado no próximo post da Belém Saúde, onde falaremos sobre o Fevereiro Laranja – conscientização do tipo mais comum de câncer: a leucemia. Um recado muito importante que gostaríamos de dar a você leitor é: entender as questões relacionadas a doenças que não tem cura é tão importante para a sua saúde, quanto para conscientizar quem você conhece. Ninguém está imune a passar por esses obstáculos, amanhã pode ser você ou alguém bem próximo. E que estejamos juntos para vencer essa batalha!

o que é janeiro branco

Entenda o que é a Campanha Janeiro Branco e seus objetivos

By | blog | No Comments

Hoje viemos falar sobre um assunto que é muito importante, mas que nem todos possuem conhecimento: a Campanha Janeiro Branco. Assim como a Campanha Outubro Rosa, ela tem um grande significado. E você, já ouviu falar? Não? Então continue lendo o texto a seguir:

Saiba mais sobre a Campanha Janeiro Branco

A Campanha Janeiro Branco surgiu em 2013, fruto de uma ideia que psicólogos de Uberlândia (Minas Gerais), tiveram ao se inspirar na Campanha Outubro Rosa. Contudo, a Janeiro Branco tem objetivos diferentes e seu foco está voltado para o bem-estar emocional. Mas por que janeiro? Bom, segundo os médicos, se trata de um mês de renovação, onde as pessoas automaticamente ficam mais reflexivas e fazem uma avaliação da própria vida.

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde (OMS), as taxas de suicídio ocorrido mundialmente por sintomas de ansiedade e depressão não param de crescer. Sendo assim, o propósito era fazer com que todos começassem a dar atenção a Saúde Mental, como priorizar o equilíbrio emocional, a qualidade de seus relacionamentos e se questionarem: “eu realmente sou feliz assim?”, sempre procurando maneiras de manter a mente saudável.

Os criadores da causa entendem que se deparar com questões de ordem psicológica-existencial é uma forma de incentivar, conscientizar e precaver não só aqueles que são atingidos diretamente ou indiretamente, mas também as autoridades públicas, ou seja, a sociedade no geral.

Como foi o início do Janeiro Branco?

Ela foi colocada em prática a partir de Janeiro de 2014. As primeiras edições contaram com participação de profissionais e estudantes de psicologia de distintas regiões do Brasil que souberam do evento por meio da internet. O modo de abordar a temática foi diverso. Roda de conversa, dinâmica em grupo, palestras inesperadas em locais populares, entre eles: hospitais, escolas e universidades, restaurantes, pontos de ônibus, shoppings, igrejas, bancos, praças, etc.

Por que promover a Saúde Mental?

Durante os acontecimentos, além de publicar nas redes sociais, os integrantes do Janeiro Branco deram entrevistas aos demais veículos de comunicação, expandindo o tema através de jornais impressos, rádios e canais de televisão. Contribuir, decisivamente, para a construção, o fortalecimento e a disseminação de uma “cultura da Saúde Mental”, favorece, estimula e garante a elaboração efetiva de políticas públicas em benefício dos indivíduos e das instituições.

Portanto, o Janeiro Branco é uma medida preventiva que busca auxiliar a recuperação de pessoas antes que elas adoeçam e pensem em se suicidar. Planejar ações estratégicas e orientar é o ponto principal do Janeiro Branco. Que tal abraçar a causa e ajudar a todos que precisam? Basta compartilhar esse artigo em suas redes sociais.

Alguém próximo a você pode estar precisando de um conselho, uma demonstração de afeto ou até mesmo uma palavra de apoio. Lembre-se que doenças como depressão e ansiedade podem estar presentes em qualquer lugar e tornar qualquer um refém, devastando as pessoas aos poucos e as destruindo por dentro. Infelizmente, muitas vezes nem suspeitamos que aquele amigo ou familiar próximo possa estar passando por isso, a pessoa pode distribuir sorrisos, mas estar interiormente adoecida.

A Belém Saúde tem a preocupação de dizer que se você está passando pelo que foi citado acima, não deixe de procurar ajuda médica. Nenhum problema é grande demais que não possa ser resolvido. Estamos aqui para ajudá-lo e mostrar que a vida vale a pena, desistir de viver nunca deve ser considerado uma opção.

Aproveite e leia também: Medicina do trabalho: por que ela é fundamental para sua empresa?

nova mudança nos exames demissionais

Nova mudança no exame demissional: tudo que você precisa saber

By | blog | No Comments

O exame demissional é um dos mais importantes e realizados dentro da medicina do trabalho. Dessa forma, é importante que tanto os contratantes, quanto os colaboradores, fiquem por dentro das últimas atualizações sobre o assunto, não é mesmo?

A nova mudança ainda não foi tão divulgada nos veículos de comunicação e por essa razão, ainda existe uma série de pessoas que não estão sabendo do ocorrido. Sendo assim, a Belém Saúde fez questão de vir até aqui trazer essas informações para você.

Continue lendo esse artigo e aproveite para saber mais sobre como funciona o exame demissional.

Afinal, qual o propósito do exame demissional e qual o valor?

Segundo o artigo 168 da CLT, a lei determina que seja responsabilidade da empresa que deseja demitir o funcionário solicitar o exame demissional e arcar com os custos. Seu objetivo é avaliar se a pessoa em específico não adquiriu nenhum problema devido às condições de trabalho. É importante destacar também que mesmo que o funcionário peça demissão, os gastos com o exame ainda é responsabilidade do empregador.

O exame demissional é obrigatório para qualquer pessoa que atue em regime CLT, porém, em situações onde a demissão é por justa causa, ele se torna opcional. Realizado pelo profissional especialista na medicina do trabalho, o médico emitirá o ASO (Atestado de Saúde Ocupacional) detalhado com os dados do paciente, seu estado de saúde e o cargo que ocupa na empresa.

Desse modo, os resultados determinarão se ela está apta para ser desligada do local. Além disso, vale ressaltar que o exame demissional beneficia não só o demitido, mas também a empresa, que ao ter uma cópia do ASO, terá como se defender em complicações futuras, como, por exemplo, processos trabalhistas.

Nova mudança no exame demissional

Antes o exame devia ser feito até a data da homologação da rescisão contratual, desde que a última avaliação ocupacional tenha sido há mais de 135 dias, para empresas que o grau de risco é considerado de 1 a 2, 90 dias e de nível de risco 3 a 4. De acordo com a Portaria MTB N° 1.031 de 06/12/2018, agora o exame demissional pode ser realizado até 10 dias do término do contrato, podendo haver penalidades para quem não cumprir com a lei.

Quais são as penalidades para empresa que não se adequar a lei?

As empresas que não respeitam a lei do exame demissional são multadas e podem ter sérios problemas com ex-funcionários na justiça. Caso essa pessoa tenha adquirido uma doença dentro do ambiente de trabalho que diminuiu sua capacidade de trabalhar parcial ou totalmente, ela deve ser indenizada.

Agora que você já está por dentro da nova mudança do exame demissional, compartilhe essa utilidade pública com os amigos. Aproveite e veja por que a medicina do trabalho é essencial para proteger seu patrimônio Medicina do trabalho: por que ela é fundamental para sua empresa?

 

 

 

 

 

 

O que é medicina ocupacional e qual sua importância

O que é medicina ocupacional e qual sua importância

By | blog | No Comments

O que é medicina ocupacional e qual sua importância

Entenda mais o que é medicina ocupacional e descubra sua importância para as empresas

Apesar de ser uma obrigatoriedade entra as empresas, muitos empregadores ainda não conhecem exatamente o que é medicina ocupacional.

De modo geral, a medicina ocupacional é a área focada em melhorar a relação entre meio de trabalho e bem-estar dos colaboradores.

A medicina ocupacional tem como objetivo, portanto, criar um padrão normativo, que visa manter os colaboradores com a saúde em dia, enquanto exercem suas respectivas funções no trabalho.

O que é medicina ocupacional?

A medicina ocupacional cuida da saúde e bem-estar dos colaboradores, através de uma série de normas exigidas pelo Ministério do Trabalho e Previdência Social.

Essas exigências fazem parte das Normas Regulamentadoras (NR). Existem, ao todo, 36 NR’s, contudo, as empresas devem somente se adequar às normas que forem necessárias para seu dia a dia

Portanto, entende-se que as Normas Regulamentadoras são o meio utilizado para regulamentar a área da medicina ocupacional no âmbito empresarial.

A importância da medicina ocupacional

A medicina ocupacional é primordial às empresas, e há várias razões para isso.

Antes de tudo, é importante frisar que a medicina ocupacional é uma obrigatoriedade para as empresas. Quaisquer empregadores que desrespeitarem as normas exigidas pelo Ministério do Trabalho estão sujeitos a multas que variam de acordo com a infração cometida.

Entretanto, o fato da medicina do trabalho ser uma obrigatoriedade não a torna ruim.

Acontece justamente o contrário, já que a medicina ocupacional é uma aliada valiosa para as empresas, devido os inúmeros benefícios que ela oferece.

Entenda a relação entre Medicina do trabalho e as NR’s

Como dissemos, a medicina do trabalho é a área responsável cuidar da saúde dos colaboradores. As NR’s são normas padronizadas que tem como objetivo estabelecer medidas preventivas e corretivas obrigatórias nas empresas.

Ou seja, medicina ocupacional e Normas Regulamentadoras caminham juntas e são aliadas importantes das empresas.

Benefícios medicina ocupacional

A medicina ocupacional oferece diversos benefícios aos empregadores, começando pela diminuição no número de afastamentos de colaboradores.

O fato de a medicina ocupacional diminuir o número do absenteísmo nas empresas (número de colaboradores afastados) por si só é um benefícios e tanto para os empregadores, e há uma razão para isso.

Imagine que sua empresa esteja com o número de funcionários mais restrito. Isto é, com colaboradores específicos para cada função, sem qualquer substituto imediato.

Perde qualquer colaborador, nesse cenário, seria desastroso para o cronograma e produção da empresa.

Perder um colaborador por falta de investimento em medicina ocupacional seria ainda pior, pois a omissão foi a principal responsável pela ausência do funcionário.

Manter as empresas de acordo com as Normas Regulamentadoras impostas pelo Ministério do Trabalho, investindo na medicina ocupacional, é um dos principais fatores no combate ao absenteísmo.

O que é medicina ocupacional e qual sua importância

Melhora no ambiente de trabalho

O ambiente de trabalho, às vezes, está associado a um lugar de esforço e desgaste físico e mental. Contudo, com a medicina do trabalho, a história pode ser outra.

Ao investir em medidas que visam cuidar do bem-estar e saúde dos colaboradores, a tendência natural é que os colaboradores sintam-se mais confortáveis para exercer suas funções.

Ou seja, melhora o ambiente de trabalho, o clima na empresa, de modo a fazer com que os funcionários rendam mais.

Uma equipe mais motivada, claro, tende a melhorar o rendimento, aumentando, consequentemente, a produção da equipe.

Com isso, as chances dos resultados melhorarem aumentam consideravelmente.

Diminuição de acidentes de trabalho

Uma empresa que investe em medicina do trabalho, que consequentemente está de acordo com as Normas Regulamentadoras, diminui consideravelmente o número de funcionários afastados devido a acidentes de trabalho.

As medidas corretivas e preventivas elaboradas pelo médico e engenheiro do trabalho favorecem um ambiente sem acidentes, estimulando, assim, um trabalho mais tranquilo e confiável.

Diminuição de processos trabalhistas

Um colaborador acidentado ou afastado por motivos médicos devido à omissão da empresa é um grande problema para os empregadores.

Imagine colocar em xeque o destino da empresa por descuidado e falta de investimento na área de medicina do trabalho.

Os prejuízos que os processos trabalhistas causam às empresas são inúmeros, sobretudo os gastos indesejados.

Ter que arcar com custas judiciais e eventuais processos trabalhistas podem definir o destino das empresas.

Os valores desse tipo de processo são elevados e podem representar uma grande perda.

Então, sai bem mais barato investir na medicina do trabalho, adequando-se ao ministério do trabalho e, naturalmente, às normas regulamentadoras.

Somente dessa forma a empresa estará de fato protegida contra os processos judiciais decorrentes de acidentes no ambiente de trabalho.

Como investir em medicina ocupacional

A melhor forma de investir em medicina ocupacional é buscando o auxílio profissional. Nesse caso, uma empresa de engenharia e medicina do trabalho é o mais recomendado.

Somente um profissional da área é capaz de definir uma estratégia eficiente e estruturada, com medidas preventivas e corretivas, capazes de manter a saúde e bem-estar dos colaboradores em dia.

Mas como escolher uma empresa de medicina do trabalho capacitada?

Existem alguns critérios importantes ao escolher uma empresa de medicina ocupacional. Por isso, listamos algumas dicas valiosas para que o momento da escolha seja mais tranquilo.

Conheça a empresa

Primeiro de tudo, busque o máximo de informações a respeito da empresa. Conheça seu tempo no mercado, os serviços que oferece, sua estrutura e localização.

Baseando-se nessas informações, você terá mais embasamento para chegar a uma decisão mais acertada.

Busque diferenciais

Escolher uma empresa que caia no senso comum, que não ofereça aquele algo a mais, pode gerar dores de cabeça no futuro.

Por isso, ao escolher uma empresa de medicina do trabalho, opte por uma que ofereça um trabalho mais abrangente. Ou seja, tenha uma ampla gama de serviços, que se preocupe com o acesso a informação.

Uma empresa que tenha, por exemplo, um blog ativo e informativo é um sinal ótimo, pois representa uma empresa preocupada em oferecer um conteúdo de qualidade não só aos clientes, como também aos visitantes.

Peça um orçamento

Antes de tomar uma decisão, faça um orçamento. É o mais recomendado para quem está à procura de uma empresa de medicina do trabalho. Essa é, basicamente, a última etapa antes de fazer um a escolha definitiva.

Portanto, não hesite, pergunte, tire dúvidas e conheça mais o trabalho da empresa. Somente dessa forma você chegará a uma decisão mais acertada, com menos chances de erros.

O que é medicina ocupacional